Shanghai: o que fazer em 24 horas na maior cidade do mundo

Shanghai é uma parada super comum para vários destinos na Ásia. Em uma conexão para Singapura tive a chance de passar um dia na cidade, e embora não tenha exatamente me apaixonado por ela, posso dizer que a experiência valeu cada minuto!

Shanghai, que em chinês significa literalmente “sobre o mar”, é diferente de todos os lugares que já tive a chance de visitar. A cidade mais populosa do mundo (!!!), com 24 milhões de habitantes, surpreende com a sua mistura de modernidade e tradicionalismo chinês. Apesar de ser um pólo econômico mundial, não é fácil encontrar pessoas que falem inglês (até mesmo nos hotéis), e o comércio local ainda se sobrepõe às cadeias internacionais em muitos lugares.

Caso tenha algumas horinhas para passar por lá, seguem algumas sugestões do que ver e fazer. Ah, também vale lembrar que brasileiros em trânsito podem pegar um visto de 144 horas diretamente no aeroporto ao chegar.

Para ir do aeroporto ao hotel, peguei o Maglev, um trem magnético que se move a 300km/hora (!!) e faz o trajeto até Pudong em oito minutos. De lá, você pode trocar para o metrô ou pegar um táxi como eu fiz (use a fila oficial, pois existem muitos carros ilegais).

Fiquei hospedada no Atour Light House on the Bund, e de lá segui a pé de manhã para Old City, uma área super tradicional com várias ruazinhas e lojinhas locais:

Fiz a primeira parada do dia no Yu Garden, um pequeno jardim botânico com casas de arquitetura chinesa no meio da cidade:

Segui em direção ao píer (The Bund), de onde se tem a melhor vista da Oriental Pearl Tower, o cartão postal da cidade.

Shanghai é também conhecida pelos altíssimos níveis de poluição no ar, que se tornam visíveis a olho nu, como na foto acima. O aplicativo de tempo do telefone inclusive libera um alerta para a população:

De lá, peguei um ferry para Pudong, uma região mais moderna e onde ficam localizadas várias empresas, a bolsa de valores e os prédios famosos da cidade, como a Jin Mao Tower e a Shanghai Tower – respectivamente à direita e à esquerda na foto abaixo):

Depois de dar uma voltinha, voltei para o outro lado da cidade de metrô, que apesar de ser super cheio, é também bem organizado e fácil de usar.

E tem uma máquina de emprestar guarda-chuva, diga-se de passagem!

Meu próximo destino foi a Nanjing Road, a famosa rua de pedestres de Shanghai e que concentra várias lojas mais internacionais:

Por fim, a última parada do dia foi novamente o the Bund, pois queria ver os prédios iluminados à noite!

Como falei, Shanghai é gigantesca e com muita coisa pra fazer! Esse foi o pedacinho que tive a chance de ver em poucas horas e que recomendo para uma primeira visita à cidade.

Até a próxima! 🙂

Advertisements

One thought on “Shanghai: o que fazer em 24 horas na maior cidade do mundo

Add yours

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s

Blog at WordPress.com.

Up ↑

%d bloggers like this: